textos e frases

O Líder de Si Mesmo

27/06/2014

Uma coisa é certa: para ser um bom líder antes de qualquer outra habilidade, é preciso desenvolver a de liderar a si mesmo com maestria.

 

De que adianta se tornar um especialista em vendas, negócios, finanças ou gestão de pessoas, se um dia você acordar deprimido e não conseguir se levantar da cama?

 

Ou se a ansiedade for tão intensa a ponto de desencadear em seu organismo uma gastrite ou enxaquecas incapacitantes?

 

Ou se o medo de falar em público, ou melhor, o medo de “falhar em público” for capaz de lhe paralisar, de lhe fazer recuar diante da tarefa de apresentar seu produto ou vender uma ideia para seus liderados? A resposta é: Não adianta NADA.

 

Por tal motivo, a capacidade de se autogerir com eficiência é a melhor e mais urgente de todas. Quando estamos bem, em paz, com as emoções equilibradas, com a saúde mental e física em harmonia, somos capazes de lidar com as adversidades da vida de forma mais saudável e produtiva. Sem contar que o grau de felicidade e satisfação aumenta imensamente.

 

O bom líder lidera pelo seu exemplo, pela capacidade que tem de mostrar de forma não verbal, isto é, sem usar palavras, sua sensatez, seu equilíbrio, seu sucesso pessoal. Você, sua vida, são seus melhores cartões de visita! Lembrando que a comunicação humana se dá: SOMENTE 7% através de palavras (linguagem verbal), 38% pelo tom de voz utilizado e 55% pela linguagem não verbal (gestos, expressões faciais, postura).

 

Um líder eficiente passa credibilidade porque vive aquilo que fala. Suas pregações são ilustradas pelo seu exemplo. Como inspirar alguém a ser equilibrado e conviver de forma harmoniosa em seu ambiente de trabalho se você mesmo não tem autocontrole e se irrita com facilidade? Como cobrar pontualidade chegando sempre atrasado? Essa postura incongruente prejudica todas as relações humanas, não só as profissionais, mas principalmente as de cunho pessoal e familiar.

 

Saber a teoria é muito fácil, o desafio está em torná-la sua realidade constante. Tudo aquilo que compartilho com as pessoas em meus Treinamentos e Palestras eu aplico em minha vida, não simplesmente para ter credibilidade e assim mais adeptos à minhas teorias, não simplesmente para manter a coerência, eu busco incessantemente aplicar aquilo que falo por uma questão de AUTOAMOR, seria a mesma coisa que distribuir convites para as pessoas de uma festa maravilhosa e divertida e me privar de participar, seria o mesmo que oferecer um belíssimo e rico roteiro de viagem sem jamais me permitir viajar e conhecer de perto as maravilhas do lugar.

 

Para ser um bom líder é necessário AUTOCUIDADO. É necessário investimento em conhecimento técnico, são necessários títulos e cursos, entretanto, mais necessário ainda é investir em você, na pessoa que servirá norte para os demais. Cuidar da saúde física (para ter sempre saúde e disposição), mental e emocional (para ter equilíbrio e sensatez na hora de resolver os desafios do caminho).

 

Cabe ao líder a função de cuidar da sua mente e mantê-la sempre ativa e serena, sem se deixar envenenar pelo pessimismo e pelas preocupações. Cabe ao líder deixar sempre baixo os níveis de cortisol no sangue (hormônio do estresse) para que a concentração, a memória e a habilidade de pensar e reagir com calma e segurança não sejam perturbadas.

 

Para encerrar coloco aqui uma pesquisa realizada pelo escritor de diversos Best Sellers, Yehuda Berg, a qual tomei contato no Facebook do meu amigo Escritor e Palestrante Aldo Novak:

 

 

Para lembrar nos momentos de dúvida, dor e medo:

 

  • Pesquisas mostram que 78% da população passa até oito horas por dia lidando com medos e preocupações!

  • Elas também apontam que 40% das coisas com que nos preocupamos nunca

  • acontecerão;

  • 30% são pensamentos e distorções de situações que já aconteceram e que não podemos mudar;

  • 12% se tratam de assuntos que não são de nossa conta, ou seja, dos outros;

  • e 10% do que considera-se como doenças imaginárias.

  • Faça as contas: 92% de nossas preocupações são completamente reativas! Isso deixa uma porcentagem de 8% para medos e preocupações que são realmente justificáveis.

 

Lembre-se dessas informações quando perceber que sua pressão está subindo, quando o medo e a ansiedade começarem a te invadir ou quando se pegar preocupado. A probabilidade é de que você esteja se estressando com uma situação que nunca vai acontecer, que se origina do seu passado, que é completamente imaginária ou que você simplesmente não tem controle.

 

 Se aquilo com o que se preocupar não for relevante daqui cinco anos, é provável que também não seja agora.

 

Queridos amigos, gratidão por acompanharem a Coluna e pelas mensagens sempre tão carinhosas!!!

 

Quero convidá-los para minha próxima Palestra VIVA A PNL!!! LÍDER DE SI MESMO e  Lançamento do  meu Livro LIDERANÇA ESTRATÉGICA da Editora LEADER de SP (É um sonho realizado ser co-autora desta compilação maravilhosa de textos sobre liderança). O Evento será sábado agora dia 15 de fevereiro de 2014, 14h no Anfiteatro da Universidade Federal de São João Del Rei, MG (UFSJ), informações e inscrições: queroaprenderpnl@hotmail.com

 

Com carinho,

 

Junia

Assuntos:

Please reload