textos e frases

Pessoas e situações difíceis

25/05/2015

Como se manter emocionalmente equilibrado diante de pessoas e situações difíceis?

 

Para responder a essa indagação, primeiro vamos analisar o princípio basilar da Programação Neurolinguística (PNL): Não importa O QUE acontece em sua vida e sim COMO você reage ao que acontece.

 

 

Um mesmo fato pode ser interpretado de formas completamente diferentes. O que indica que a conotação positiva ou negativa de uma situação não é fruto da situação por si só e sim da interpretação de quem vivenciou a circunstância.

 

 

Exemplo: Ser promovido no trabalho. Alguém pode interpretar como algo maravilhoso, uma meta alcançada, um indicativo do seu sucesso profissional; uma outra pessoa pode interpretar a promoção como um fardo, um peso a mais, afinal, com ela as responsabilidades aumentam, as tarefas também e assim sobrará menos tempo para o lazer e a família. O fato é o mesmo nos dois casos e no primeiro caso parece um algo excelente e no outro um fato terrível.

 

 

Os fatos ou os seres humanos em si, não são bons ou maus, prejudiciais ou benéficos. Afinal, aquela pessoa que você considera insuportável é o melhor amigo de alguém. Então a boa notícia é: já que não é o que acontece que importa, o controle da situação está nas nossas mãos. Não conseguiremos mudar o fato ou muitas vezes não há como enviar a pessoa que te incomoda para fixar residência em Marrocos, então o que PODE E DEVE ser mudado é a sua própria mente. Algo totalmente ao seu alcance.

 

 

A mente do outro é inacessível para nós, a menos que o outro permita o acesso. Entretanto a SUA mente é o que você tem de mais SEU na vida. Seu carro pode ser roubado, sua casa pode ser penhorada e retirada de você, sua mente não, ela é sua e te acompanha 365 dias por ano e assim sempre será. Cabe a você aprender a utilizar sua mente de forma eficiente e saudável, se não, é ela quem ira usar você.

 

 

Você SEMPRE pode escolher como quer se sentir. Ninguém pode ter te falado isso até hoje e então você achou que seria impossível. Mas é POSSÍVEL sim, basta querer se educar emocionalmente.

 

 

É claro que diante um fato ou de uma pessoa estressante, você imediatamente sente raiva, frustração, medo, etc. Entretanto, quando ficamos bem conscientes de nós mesmos, bem atentos ao que se passa em nosso íntimo e não ficamos ligados no piloto automático, podemos também imediatamente trocar a emoção desagradável por alguma outra mais saudável e benéfica para nós.

 

 

A questão é ligar o OBSERVADOR que mora dentro de você. Como? Agora todas as vezes que sentir um impulso, que sentir que o gatilho da sua raiva, do seu estresse, do seu desequilíbrio foi disparado você estará bem CONSCIENTE desse processo e assim poderá escolher COMO deseja reagir.

 

 

Exemplo: Você sabe que quando “aquela” pessoa começa a gritar e falar de um jeito irônico, sua tendência é explodir de raiva e irritação, você já sabe que o gatilho para o seu desequilíbrio é o grito, então, quando ele ocorrer novamente, antes de reagir automaticamente, pare e se observe. Respire e analise o que começa a acontecer em sua mente e em seu corpo, você sente calor e vontade de gritar também? Sente um nó na garganta e vontade de chorar? Ou sente que vai partir para o ataque e colocar tudo a perder? Observe qual seu impulso inicial e perceba que quando você se torna CONSCIENTE um leque enorme de opções se abre em sua frente, agora você não é mais escravo de si mesmo, escravo das suas emoções, agora você se torna senhor de si mesmo, agora você PODE efetivamente controlar sua vida, seus comportamentos.

 

 

Se deixar levar por impulsos e desequilíbrios ainda que momentâneos, gera consequências gravíssimas para sua saúde física e para sua paz de espírito. Quando você se desequilibra diante de uma situação difícil ou diante de uma pessoa difícil é o SEU CORPO que sofre com altíssimas cargas de hormônios do estresse (cortisol), é o seu organismo que fica intoxicado e debilitado, é o seu coração que trabalha com carga máxima, é a SUA pressão arterial que sobe, é a SUA PAZ de espírito que vai embora. Então a questão crucial é PARA QUE SE DESEQUILIBRAR?

 

 

Não existe estresse, existem PENSAMENTOS estressantes, não existe pessimismo, existem PENSAMENTOS pessimistas e densos, não existe SOFRIMENTO, existem pensamentos que engessam nossa mente e nossa vida e assim nos fazem sofrer. Se dentro do seu palácio mental não existirem pensamentos estressantes, pessimistas e torturantes, você estará livre de todo sofrimento. Sua mente é sua casa, seja seletivo com os convidados, permita que pensamentos de superação, de força, de alegria e de serenidade façam morada permanente em seu palácio mental.

 

Que os pensamentos de medo, tristeza e dúvida sem visitantes passageiros, não os retenha, apenas receba o recado que trazem do seu inconsciente e deixe-os partir. Desapegue-se.

 

Lembre-se que as situações difíceis podem ser a matéria prima da sua bela história de superação, de vitória, de força e determinação! Lembre-se que toda pessoa “difícil”, toda pessoa que maltrata o outro, ofende, humilha e irrita está fadada a conviver com ela mesma 24 horas por dia.

Todo mundo que trata as pessoas de forma arrogante ou rude está em SOFRIMENTO. A arrogância é a fraqueza disfarçada de força. É IMPOSSÍVEL ESTAR EMOCIONALMENTE SAUDÁVEL, DE BEM COM A VIDA, FELIZ E SATISFEITO E TRATAR AS PESSOAS MAL. QUANDO ESTAMOS BEM CONOSCO TRANSBORDAMOS ESSE BEM ESTAR PARA TUDO E TODOS A NOSSA VOLTA.

 

 

Daqui pra frente, quando uma pessoa difícil passar pelo seu caminho lembre-se: SÓ DOAMOS AOS OUTROS AQUILO QUE DE TANTO OFERECERMOS A NÓS MESMOS TRANSBORDOU, lembre-se: esta pessoa está em SOFRIMENTO e cabe a VOCÊ decidir se vai acompanha-la ou não. Vai deixar estragar seu dia e intoxicar o seu corpo?

 

Transborde amor, generosidade, bondade e alegria, mesmo diante dos desafios, dos obstáculos, dos testes da vida. Esse é o maior sinal de que você está CONFORTÁVEL EM SUA PRÓPRIA PELE. Escolha permanecer em PAZ.

 

Contem comigo! Com carinho!

Junia

Please reload