textos e frases

O Trabalho – DOR ou PRAZER?

11/07/2015

 Etimologicamente o termo TRABALHO vem de tripalium ou trepalium, do latim, o qual significa “instrumento romano de tortura”, uma espécie de tripé formado por três estacas cravadas no chão em que eram suplicados os escravos. Do substantivo se originou o verbo “tripaliare” ou “trepaliare” cujo significado é torturar.

Por volta do século XII as línguas românicas adotaram o termo: traball, traballo e trabalho (Português); travalli (Francês); trebajo, trabajo (Espanhol), travaglio (Italiano). O vocábulo ingressou em todas essas línguas designando “tormento, agonia, sofrimento”.

Foi no contexto renascentista que “trabalho” adquiriu o sentido de “labuta, atividade, exercício profissional”, todavia, jamais perdeu o tom pejorativo de tortura e suplício, não faltando exemplos no Português atual: “trabalhoso” que em qualquer dicionário significa “custoso, difícil, cansativo”, ou ainda: quando se diz que alguém está passando por problemas fala-se “fulano está passando trabalho”.

Se pararmos para pensar, chegaremos facilmente à conclusão que se nosso Trabalho significar tortura, DOR; nossa vida estará fadada ao sofrimento. Afinal, passamos mais tempo no trabalho do que em casa, ficamos mais tempo com as pessoas com as quais trabalhamos do que com as pessoas da nossa família, encontramos com amigos e amores com menos frequência do que encontramos com nossos colegas de trabalho cuja presença em nossas vidas é garantida pelo menos nos dias úteis de cada mês (maior parte do mês).

Então, é uma questão de SAÚDE FÍSICA E EMOCIONAL, escolher nosso trabalho com cautela, visando prosperidade verdadeira, liberdade financeira, não só pagar as contas com custo e sacrifício, visando colocar a serviço da sociedade nossos dons recebidos pela inteligência superior (Deus), visando obter PRAZER, satisfação genuína, sensação de ser útil para o mundo em que vivemos, para as pessoas! 

É imprescindível então nos fazermos certas perguntas:

Qual a minha paixão?

O que mais amo fazer na vida e como isso pode significar um produto ou serviço para ser oferecido aos outros?

Como o meu TALENTO pode ser útil às pessoas e a mim mesmo, gerando ganho financeiro e emocional?

Que tipo de profissão eu escolheria se O MEDO DO FRACASSO NÃO EXISTISSE?

E a pergunta final, cuja resposta sincera pode MUDAR SUA VIDA:

E SE O DINHEIRO NÃO EXISTISSE NO MUNDO, que tipo de trabalho eu realizaria com prazer?

Amar o Trabalho é uma forma de ressignificar seu conceito de tortura para um conceito de PLENITUDE, ABUNDÂNCIA, DIGNIDADE e muito PRAZER! VOCÊ MERECE VIVER ASSIM! 

 

Please reload